Aquário


Como o  fluxo do rio, não páras
Faz do futuro tua máscara
És como a Safira quando aparas
Reinventando tudo, de forma bárbara

Simbolizado pela água que cai e limpa
Estás sempre renovando, de alma lavada
Objetivando a Safira que garimpa
Faz dessa correnteza tua armada

Expandes a mente para novos ideais
Como o vento levando a água sobre os florais
Pra te dares o futuro que sempre sonhais

Nade contra a maré para saber mais
Busque lá no fundo o sonho que vós projetais
Os fatos do passado são sempre fatais